CARTS

Canopy Adjusted Real Time Spraying in the Vineyard

Aplicação seletiva de pesticidas através de pulverização em tempo real com base na densidade de folhagem da vinha

2º WORKSHOP CARTS
27 Setembro – PCTA Évora

O ÂMBITO DO PROJECTO

O âmbito do projeto é motivado pela necessidade de otimização na aplicação de fertilizantes e/ou pesticidas na vinha. É também impulsionado pela necessidade da criação de mecanismos de rastreabilidade na utilização de produtos químicos nos cultivos, e especificamente na vinha, delineado pelas normas internacionais e as diretivas europeias relativas à qualidade dos produtos agrícolas.

As características estruturais da densidade de cobertura de folhas das plantas são um elemento-chave para melhorar a eficiência do processo de aplicação de pulverização de culturas arbóreas. No entanto, a obtenção de dados exatos de um modo fácil e prático, eficiente e confiável, e em tempo real, é um problema importante a ser resolvido. O principal objetivo deste projeto é desenvolver um protótipo pulverizador e os algoritmos necessários para responder a esta necessidade, especificamente orientado para vinhas.

 

Este protótipo deverá alterar significativamente a taxa de volume de pulverização de acordo com a geometria de destino usando um algoritmo baseado no volume de copa inspirado no modelo de Volume Linha de Árvore (VLA). As variações de largura da copa ao longo da linha de culturas são medidas em tempo real eletronicamente utilizando vários sensores de ultra-sons colocados no pulverizador e usados para modificar a taxa de fluxo emitido a partir dos bicos em tempo real; o objetivo durante este processo é a de manter o volume pulverizado dedicado e especifico por unidade de volume da copa.

Os ensaios de campo já realizados em diferentes fases de colheita na vinha por diversas entidades de investigação-científica em condições controladas laboratoriais indicam um bom relacionamento entre as características de volume e a dose a aplicar.

 

O potencial de ganho de economia na redução da aplicação de pesticidas foi estimado entre 20% e 55% em relação aos custos de uma aplicação convencional.

 

OS OBJECTIVOS

 

Os objetivos do projeto são (a) desenvolver software e algoritmos, e (b) um equipamento protótipo que possa medir em tempo real e aplicar através de tecnologia “spray” uma quantidade variável de fito-fármaco, de acordo com a variabilidade da folhagem da planta (vinha). O projeto aborda assim os principais objetivos:

  • Desenvolvimento de sistema electrónico - análise e processamento de dados, para medições de densidade de folhagem e o cálculo para a adequada taxa de fluxo;
  • Ferramentas de análise de dados - coleta, processamento e reporting;
  • A racionalização do uso de produtos químicos, garantindo uma utilização mais homogénea e otimizada com a consequente redução dos custos de produção e impacto ambiental.
  • Criação de um registo central da utilização de produtos químicos na vinha, permitindo a rastreabilidade da mesma.

Os objetivos específicos do projeto são:

  • Desenvolvimento de um sistema de pulverização diferencial condicionado pelo volume vegetativo do copado a pulverizar;
  • Registar e georeferenciar volumetrias do copado da cultura e dessa forma poder adotar técnicas de agricultura de precisão ao nivel da rega, da nutrição e da gestão de pragas e doenças;
  • Registar e georeferenciar os pesticidas aplicados por forma a permitir a rastreabilidade de processos e de produtos.

 

PROJECTO COFINANCIADO POR P2020

 

O projecto é desenvolvido em consórcio no qual integram HEXASTEP S.A. (empresa tecnológica portuguesa e líder do consorcio) e a Universidade de Évora, ICAAM (Instituto de Ciências Agrárias e Ambientais Mediterrânicas). Como parceiro internacional integra a multinacional Micron Group como empresa industrial fabricante de equipamentos sprayers para a agricultura).

 

O Projecto CARTS, iniciou em Outubro de 2015 e conta com o apoio do programa de incentivos à investigação e desenvolvimento no âmbito do Alentejo 2020, tendo uma duração de 24 meses. 

O Consórcio

O Consórcio constituído no âmbito da presente candidatura é composto por dois copromotores, uma empresa e uma entidade não empresarial do Sistema de I&I, que irão constituir equipas multidisciplinares, com vasta experiência, no domínio técnico e científico, nas áreas da sua competência, nomeadamente:

 

1. HEXASTEP - Tecnologias de Informação, S.A. – Líder de Consórcio;

2. Universidade de Évora - ICAAM – Co-Promotor.

Os integrantes do Consórcio agora identificados possuem todas as valências necessárias, a nível tecnológico e da área alvo (vitivinicultura) – HEXASTEP – técnica e cientificamente – Universidade de Évora – ICAAM.

 

Ainda merecem destaque os parceiros convidados, que não participam directamente no Consórcio, mas contribuem em âmbitos específicos, sendo estes:

 

Fundação Eugénio de Almeida - Évora : Cede acesso a vinhas e alguns meios operacionais de terreno para realização de ensaios de campo, ao longo das diversas fases do projeto.

Group Micron (UK) Sendo o futuro parceiro de negócio, atua no projeto como fornecedor de equipamento de spray, e fornece apoio através de conhecimento sobre a utilização e configuração deste tipo de equipamentos por tipo de vinha e tipologia das culturas.

A OPORTUNIDADE TECNOLÓGICA

Considerando o âmbito e objetivos do projeto, e atendendo à importância da cultura da vinha em termos de área e económicos, a nível europeu/ mundial e a nível nacional, bem como, em termos da dimensão do seu consumo de pesticidas (maioritariamente fungicidas), existe uma grande oportunidade de desenvolvimento tecnológico, ao nível dos aplicadores de fungicidas e dos modelos de gestão do risco de doenças e pragas, que propiciem o aumento de eficiência da aplicação dos pesticidas na cultura da vinha indo de encontro à Diretiva Quadro do Uso Sustentável dos Fitofármacos (Diretiva 2009/128/CE) que estabelece um quadro de ação a nível comunitário para uma utilização sustentável dos fitofármacos, promovendo o uso de abordagens e técnicas de proteção de culturas alternativas com o objetivo de reduzir os riscos dos fitofármacos para o homem e para o ambiente. Numa vertente económica para o produtor o impacto de ganhos é também muito importante dado que uma redução de consumos de fitofármacos se traduz diretamente numa redução nos custos de cultivo e exploração da Vinha associados.

Núcleo Hexastep I&DT na Universidade de Évora

Com o início do projecto foi criada a equipa I&DT Carts com a integração de equipas mistas representadas por técnicos investigadores da Hexastep e Universidade de Évora. A sede I&DT CARTS da Hexastep reside no Núcleo IDT Hexastep - Universidade de Évora, e especificamente no Núcleo ID Hexastep – CARTS no Núcleo da Mitra da Universidade de Évora.

 

O Grupo de Projeto CARTS tem como objetivo a organização e a realização do projeto de acordo com os objetivos a alcançar guiando-se pelas boas práticas internacionais de gestão de projetos do PMI (Project Management Institute). É composto por uma organização mista, composta por diversos diretores de projecto, por parte da Hexastep e Universidade de Évora, e composto por diversos Grupos de Trabalho.

Galeria

Envie as suas dúvidas, comentários ou sugestões utilizado este formulário.

Portugal

Hexastep S.A.

Rua Quinta do Gato Bravo, 15
2810-069 Almada - Portugal
+351 210 884 821
+351 210 884 823
contact@hexastep.pt

Núcleo IDT Hexastep

Edificio NERE Sala M12_2                    Parque Industrial e Tecnológico de Évora
Rua Circular Norte
7005-841 Évora – Portugal

The Netherlands

Hexastep NL

Overhoeksplein 2, Lab.208                   1031KS Amsterdam – The Netherlands
+31(0)629389410
koen@koenwolters.com

Angola

Hexastep Angola

Centro Empresarial, 94 – Porta 10          Rua da Missão, Bairro Ingombota
Luanda - Angola
+244 921544744